Reabilitar casas – Reconstruir vidas

A casa é o lugar mais importante do nosso mundo. É onde o nosso dia começa e acaba. É de lá que partimos para um novo dia e é para lá que voltamos de um dia passado. É onde nos sentimos seguros e onde podemos ser nós próprios, sem máscaras, sem defesas.

12

Infelizmente há quem não obtenha da sua casa segurança, conforto, descanso e alegria. Ainda existem em Lisboa senhoras idosas sem água quente ou sem um teto para proteger do frio de um telhado. Ainda existem crianças que não têm casa de banho em casa ou mesmo uma cozinha capaz de alimentar uma família. Até uma parede por pintar em casa tem um efeito negativo no nosso estado de espírito.

No Just a Change lutamos para acabar com estas realidades. Vamos ao encontro daqueles que não têm uma casa digna e reabilitamos. E fazemo-lo com voluntários. É através do voluntariado que levamos a mudança que queremos operar. Não só através de uma casa reabilitada, mas numa atitude que vai de encontro a quem mais precisa, trabalhando para lhe devolver alegria e esperança. E sem o voluntariado não seria possível. Pois o voluntário vai em missão. Vai com o objetivo de se dar ao outro de forma gratuita, procurando acalentar o coração de quem se sente sozinho, pobre e desesperado. Quando procuramos não apenas reabilitar casas mas reconstruir vidas, não o conseguiríamos sem o voluntário.

16.png

Ao longo do nosso trabalho vamos constatando que, no final do dia, as memórias que ficam são as dos momentos de convívio, partilhas, anedotas, gargalhadas e lágrimas. São bastantes os exemplos – a voluntária que leva a senhora ao cabeleireiro, a festa de anos que os voluntários decidiram organizar, passeios, almoços, e até uma simples conversa acompanhada por uma cerveja. E são essas memórias que trazem força e alegria! Mais que uma nova cozinha ou uma parede arranjada.E é por isso que podemos dizer que o voluntariado é o maior ativo do Just a Change. Sem os voluntários não teríamos sentido.

7

No Just a Change acreditamos que o voluntariado é uma forma concretizada de sairmos de nós próprios em direção ao outro, seja direta ou indiretamente. Acreditamos que é uma forma de participar na construção de uma sociedade mais justa, mais generosa e mais una.

António Bello
Diretor Executivo – Just a Change
www.justachange.pt

 

Anúncios

3 Comments Add yours

  1. Isabel Jonet - ENTRAJUDA diz:

    Muito bom !

    Gostar

  2. Manuela Jesus diz:

    Espectacular!!! 🙂

    Gostar

  3. Ana Calheiros diz:

    Muito giro, gostei

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s