Voluntariado-Empresa: uma oportunidade de criar valor

Um Programa de Voluntariado-Empresa bem estruturado, pode gerar impacto tanto na comunidade, como na empresa e nos colaboradores.

IMG_1250
Voluntários da Nielson a arranjar o jardim da Confraria S. Vicente de Paulo.

Um Programa de Voluntariado-Empresa…

…não é mão-de-obra gratuita. Os voluntários acrescentam valor à acção social, através do seu trabalho, das suas competências e do seu entusiasmo, mas não substituem os trabalhadores da instituição.

…não é assistencialista. O objectivo é a capacitação das pessoas e das instituições, a transformação das comunidades, a geração de valor social.

…não é auto-promoção. Embora gere uma imagem positiva da empresa junto dos seus clientes e da comunidade local, a visibilidade não pode ser o seu fim único, sob pena de ser uma oportunidade desperdiçada.

…não é obrigatório. O voluntariado não se pede, dá-se. Só participa quem quer, na medida das suas possibilidades, mas ao comprometer-se, o voluntário aceita cumprir as regras do Programa e executar as tarefas que lhe foram atribuídas, com responsabilidade.

IMG_2040
Voluntários da Jaba Recordati no Banco de Bens Doados da ENTRAJUDA

Porquê estruturar um Programa de Voluntariado-Empresa?

Tem benefícios para a comunidade

  • Permite dar resposta a necessidades das Organizações sem fins lucrativos que trabalham para combater problemas existentes na comunidade;
  • Contribui para melhorar as condições oferecidas aos beneficiários;
  • Incentiva a partilha de conhecimento e de competências;
  • Constrói uma sociedade mais solidária e coesa.

Tem vantagens para os Colaboradores

  • Gera satisfação pelo desempenho de uma boa acção;
  • Cria motivação na execução de tarefas diárias;
  • Reforça o sentido de pertença a uma equipa;
  • Estabelece uma ligação com a empresa, mesmo em situação de reforma;
  • Alarga o leque de competências sociais.

A Empresa também melhora

  • Cria valor social;
  • Reforça a coesão interna e a cultura da empresa;
  • Fortalece a marca e a visibilidade perante os vários stakeholders;
  • Promove cooperação entre vários departamentos e maior espírito de equipa;
  • Integra os colaboradores no ativo e na reforma, prolongando a sua vida útil.
IMG_0778.JPG
Voluntários da Caixa Geral de Depósitos na acção “Restolho”, nos jardins do Palácio de Queluz

Vale mesmo a pena pensar nisto?

Sim! E já há muitas empresas que conseguem alinhar bem a sua política de responsabilidade social corporativa com um programa de Voluntariado-Empresa:

Aceita o desafio? Nós podemos ajudar.

Contacte a Bolsa do Voluntariado para saber como a sua empresa pode estruturar um Programa de Voluntariado-Empresa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s